Baseado em Toronto, Canadá, Tadzio goldgewicht é um sinólogo especialista em pensamento chinês clássico, chinês arcaico e na arte marcial do Xingyiquan. Atua como professor e consultor.

Brasil, um País de Muito Amor.

Cada um tem o direito de amar a quem quiser. Tendo dito isto, sigo em frente.

O Brazil é realmente um país de muito amor. Aqui, barbudos orgulham-se em beijar outros barbudos e mulheres regozijam-se em trocar carícias em público, proclamando aos quatro ventos uma nova sexualidade e uma forma mais livre de amar. Tudo isso em nome de um suposto amor, de uma suposta afirmação da chamada identidade de gênero, da liberdade e de qualquer outro clichê que esteja, naquele momento, sendo utilizado na reengenharia social. O vídeo abaixo é auto explicativo.

 https://www.facebook.com/jornaloglobo/videos/1805558282817176/

Mas eu me pergunto onde está o amor pelos que morrem no chão dos hospitais, com feridas podres, sem atendimento médico? Pelas vítimas da violência que tem suas cabeças explodidas e seus miolos espalhados em frente às suas famlias? Pelos policiais que arriscam suas vidas sem preparo e sem equipamento no combate diário contra a criminalidade e que morrem sem qualquer reconhecimento? Pelo trabalhador que sustenta a família com um salário miserável?

Não, o Brasil não é o país do amor, mas sim o país dos hipócritas. O país está falido, as instituições democráticas estão destruídas, a segurança pública inexistente, e a educação é das piores no mundo. Solução? Vamos nos beijar em público para reafirmarmos nossa sexualidade.  

O povo brasileiro tem o país que merece.  

 

Idiotas, Porém Chiques

Eu Sou Eu, Nicuri é o Diabo