Baseado em Toronto, Canadá, Tadzio goldgewicht é um sinólogo especialista em pensamento chinês clássico, chinês arcaico e na arte marcial do Xingyiquan. Atua como professor e consultor.

Cultura Destruida

Sem se dar valor à cultura, pouco (de real valor) pode ser alcançado. Ontem ocorreu um incidente bastante significativo e que demonstra não somente como a cultura chinesa é geralmente incompreendida pelos brasileiros e porque é necessário procurar compreende-la, mas também como os brasileiros, de forma geral,  passaram a viver à margem da cultura, sem poder percebe-la ou mesmo compreender sua importância. Para o brasileiro a cultura somente tem utilidade caso possa gerar retorno financeiro. 

Um grande grupo no Facebook, dedicado ao debate sobre a cultura chinesa, à vida na China e às possibilidades de cooperação profissional entre brasileiros e chineses, excluiu uma postagem minha sobre caligrafia chinesa - apenas a caligrafia e um breve texto explicativo. Confuso, contatei um dos administradores que, muito educadamente, me disse que constantes postagens sobre caligrafia chinesa poderiam resultar em centenas de pessoas debatendo sobre o tema - uma "enchente" de postagens similares, segundo o próprio. Imaginem, centenas de pessoas debatendo sobre uma das maiores formas de expressão cultural chinesa em um grupo dedicado à, entre outras coisas, promoção de idéias, debate racional, educação e "utilidade".

Abaixo segue minha resposta ao administrador. A reproduzo aqui apenas com o objetivo de educar os interessados na cultura chinesa e em suas mais diferentes formas de expressão.

"Grato pela resposta, _________.

Todavia, você terá que concordar comigo que sua resposta vai diretamente contra aquilo que você mesmo escreveu em 2013: "Esse grupo é laico, objetiva utilidade, educação, promover business, debate racional, idéias, cooperação, coisa importante e papo furado preferivelmente divertido e positivo. "

Ora, a caligrafia é um dos elementos mais notadamente importantes da cultura chinesa, e, portanto, pode e deve promover "debate racional de ideias" e "educação". A caligrafia está (ou pode estar) imbuída das mais importantes ideias do pensamento e da filosofia da China, portanto é "objetiva" e "útil", estando, por obvio, nitidamente alinhada aos padrões do grupo que, mais uma vez lhe lembro, você mesmo estabeleceu.

É muito triste, creio, que um grupo de brasileiros na China, que precisa necessariamente entender melhor a cultura daquele país, não esteja aberto à uma das mais completas demonstrações culturais da China. É também muito triste que nem ao menos esteja apto a perceber (ou ao menos intuir) o valor da caligrafia chinesa como forma de expressão cultural. É triste que não estejam aptos a perceber como a cultura imbuída na caligrafia chinesa pode vir beneficiar suas vidas, seja no aspecto individual, na interação com os chineses, ou nos benefícios (aparentemente não tão óbvios) que a cultura oferece àqueles que se dispõem a encontra-la de braços abertos. Afinal, é triste que você perceba de forma negativa a possibilidade de que mais pessoas passem a compartilhar trabalhos sobre caligrafia chinesa e a debate-los em seu grupo - afinal, este processo (uma indesejável "enchente", escreve você) pode aumentar em muito o nível de entendimento que brasileiros que moram na China tem sobre a cultura daquele país, e isso seria desastroso, não é mesmo?

Assim, caro _______, dou este assunto por encerrado. Agradeço e retorno seus votos de boa sorte, porque, sem dar valor à cultura, você precisará de muito mais sorte do que eu."

A Humanidade é uma Desgraça

Estupro Anal