Baseado em Toronto, Canadá, Tadzio goldgewicht é um sinólogo especialista em pensamento chinês clássico, chinês arcaico e na arte marcial do Xingyiquan. Atua como professor e consultor.

China - Nas Relações com os Chineses, o que Importa é a Cultura

China - Nas Relações com os Chineses, o que Importa é a Cultura

Toda relação de um brasileiro com um chinês, não importando sua natureza ou duração, já nasce problemática —ainda que as dificuldades possam não estar evidentes no início da interação — porque representa um contato entre pessoas que pensam a agem de maneira completamente diferente e, em alguns aspectos, oposta. É muito comum que o brasileiro cometa o erro de menosprezar essas diferenças — o que faz por pura ignorância do abismo cultural que o separa de qualquer chinês —, acreditando que a única diferença significativa seja a do idioma, quando em muitos casos esta pode ser a diferença menos importante.

A maior, mais básica e mais importante diferença entre brasileiros e chineses será sempre a cultura, pois é ela que determina o modo de pensar do indivíduo; como, por sua vez, o modo de pensar do indivíduo é que determina seu modo de proceder, podemos estabelecer a seguinte relação: a cultura determina o pensamento, e o pensamento determina o proceder. Fica então claro que brasileiros e chineses pensam e agem de maneira diferente em função de suas diferenças culturais. E aqui não me refiro àquele tipo de diferença que separa, por exemplo,  as culturas brasileira e inglesa; não, aqui ela é muito maior e, ao tratar com um chinês, deve-se entender que a distância cultural é gigantesca, e por essa razão deve-se dar à diferença cultural uma importância muito superior àquela da diferença do idioma. 

Não afirmo que a pessoa que interagir com um chinês deva, como eu, ser especialista em cultura chinesa clássica e moderna, ou que entenda, como eu, de que modo a cultura clássica chinesa determina ou influencia o pensamento e o modo de proceder do chinês moderno. Entretanto, é necessário que se entenda que o sucesso — ou o fracasso — de qualquer relação entre um brasileiro e um chinês será sempre determinado pelo entendimento ou pela ignorância da cultura chinesa. A diferença de idioma influi, mas nunca determina.

Como Meditar: ponderações sobre as ideias de Zhuangzi.

Xingyiquan e Filosofia Chinesa