Baseado em Toronto, Canadá, Tadzio goldgewicht é um sinólogo especialista em pensamento chinês clássico, chinês arcaico e na arte marcial do Xingyiquan. Atua como professor e consultor.

Breitbart, Americanos e o Brasil

Breitbart, Americanos e o Brasil

O caso é o seguinte: alega-se que a direita americana (e ou os conservadores) é composta inteiramente por racistas e intransigentes, mas não sei se isso é verdade - posso dizer que o mesmo se alega sobre a direita brasileira e que tais alegações são falsas. Como a esquerda americana não me anima muito (e estou aqui sendo até bondoso), decidi seguir o Breitbart — veículo de mídia conservadora americana — no Facebook, de modo a me informar sobre o que se passa no meio direitista e (ou) conservador norte americano , mas resolvi rever minha decisão em função deste artigo que escreveram sobre o (agora famoso) incidente com os nadadores que foram impedidos a voltar para os EUA.

Assim, meu problema não é que o Breitbart esteja atacando o Brasil, mas sim que o esteja fazendo sem ter ainda qualquer evidência para tanto.

Creio que o artigo, que deveria ser imparcial, é tendencioso e antiético. Nós todos sabemos que tipo de país é o Brasil (há quem diga que nem um país é, e sim um amontoado de gente), mas uma reportagem de um veículo direitista que se propõe a ser referência precisa ser imparcial, pelo menos até que os fatos sejam apurados - é a obrigação do jornalismo. Querem criticar pesadamente o Brasil? Claro, mas que antes apurem os fatos para que o façam com o mínimo de propriedade, credibilidade e honestidade. Assim, meu problema não é que o Breitbart esteja atacando o Brasil, mas sim que o esteja fazendo sem ter ainda qualquer evidência para tanto. Tendo evidências, que as revele; caso contrário isso se chama jornalismo barato, e feito, é necessário que se diga, para cabeças mais baratas ainda. Ademais, me parece razoavelmente concluir que o nível dos comentários feitos pelos leitores ao final do artigo (que deveriam sim ser moderados com cuidado pelos administradores) parece refletir — e ai preciso dizer com pesar — uma direita americana exatamente como a descrita por seu adversário, a esquerda Obamista e de Hillary Clinton (o que naturalmente não isenta a esquerda americana de todos os seus erros) . Por estes (a esquerda americana), é preciso que se diga, não nutro qualquer simpatia, mas também não posso ter simpatia por quem age irresponsavelmente, atacando levianamente meu país e  meu povo.

Vamos ver o desfecho deste caso e, caso seja comprovada a conduta mentirosa dos americanos, fiquemos atentos à retratação pública que deve fazer o Breitbart. Acho bom esperarmos sentados, porque de pé cansa muito.

ATUALIZAÇÂO: Segundo O Globo, o jornalista americano Matt Gutman noticiou que os nadadores americanos "inventaram a história do roubo". Esperemos o desfecho. Link para a notícia aqui.

Vamos vibrar, Brasil!

Chinese Strategy: The Invisible war - Part I